fbpx

Eu venci a COVID19

 

Foram 14 dias de batalha mas a luta ainda não acabou.

O que eu mais temia aconteceu, foi receber a notícia de que estava com COVID 19. Isso aconteceu na quarta-feira, dia 30 de junho de 2021, porém eu comecei a passar mal alguns dias antes.

Dia 27 de junho, um domingo, foi neste dia que comecei a sentir alguns sintomas de um leve resfriado ou uma possível crise de sinusite. Sentindo dores na cabeça, nariz congestionado, uma leve canseira e eu como muitos brasileiros, sempre me cuidando, tomando os cuidados básicos, sempre de máscara, higienizando a mão com álcool, evitando situações de aglomerações, fazendo o possível para evitar ser contaminado e de contaminar outras pessoas.

Enquanto escrevo este texto, no Brasil estamos a mais de 500 dias que o covid está no Brasil, mais de 19 min casos confirmados, mais de 16.800 de casos recuperados e infelizmente mais de 532 mil mortes o que é muito triste, saber que um número tão grande poderia ter sido evitado. Não são números apenas, são pessoas com família que perderam alguém especial. Eu mesmo perdi meu pastor, amigos de igreja e ministério e conhecidos e você provavelmente também deve ter enfrentado algo parecido o que eu lamento profundamente.

 

Meus sintomas

Meus sintomas iniciais foram muito parecidos com o de uma crise de sinusite, o que me fez pensar no primeiro não ser nada demais, porém ao passar a noite de domingo (27) para segunda-feira(28) passei a sentir mais dores pelo corpo, um mal estar muito forte, cansaço, falta de ar e um pouco de febre. As mudanças aconteceram de forma muito rápida, logo pela manhã já estava muito indisposto.

Ainda na segunda (28) eu fui até o posto de saúde aqui do bairro onde moro, já estava com todos os sintomas mencionados aqui, passei pelo acolhimento e fui para a parte de isolamento do posto para uma nova triagem e consulta médica.

Já no consultório, procurei me informar mais sobre os sintomas e se existia um certo padrão. A Dra. Fernanda, que foi quem me avaliou, disse que não exatamente. Cada organismo pode se comportar de forma parecida, no meu caso eu tive quase todos os sintomas. Não perdi o paladar nem o olfato, algumas pessoas tem casos de diarréia, eu não tive nenhum destes, apenas dores pelo corpo, febre, cansaço, fadiga e muita falta de ar.

Outra coisa boa também que me aconteceu, foi que a minha saturação, estava boa o tempo todo em que fiz os testes, sempre entre 98 e 99%. Normalmente uma saturação abaixo de 80% já é caso para encaminhamento hospitalar ou até mesmo a internação, mas graças a Deus este não foi meu caso.

https://www.youtube.com/watch?v=I_rrJKNBfJM

Piores dias

Meus piores dias aconteceram entre o quinto e o sétimo dia de contaminação. Nestes dias eu sentia muita falta de ar, mal conseguia me alimentar. Tive muita febre e o que eu podia fazer era orar a Deus e esperar a medicação fazer seu efeito.

A sensação de cansaço com certeza foi a pior sensação que eu tive neste dias em que enfrentei a doença. É muito ruim você tentar respirar e não achar o ar, ou fazer um simples movimento de ir ao banheiro e voltar para o sofá e já ficar fatigado ao extremo, uma sensação de impotência, fraqueza sem igual. 

Os dias que tive mais febre foram no começo. A febre vinha e voltava com alguma frequência. Nunca deixei a febre chegar a ficar muito alta para tomar medicação o que ajudava a melhorar rapidamente, mas ela sempre voltava. Tive Febre até o oitavo dia, depois não tive mais. 

Principais cuidados

Desde o primeiro dia que eu voltei pra casa na segunda-feira, procurei evitar o contato direto com minha esposa. Passei o período todo dormindo na sala, com cobertas separadas, talheres e utensílios separados para evitar que minha esposa fosse contaminada.

Minha esposa fez o exame na Quarta-feira e para nossa alegria o dela deu negativo para COVID. Respiramos aliviados, porém os cuidados foram duplicados para que ela continuasse limpa e eu pudesse ter minha recuperação sem contaminá-la.

Imagina você, morar numa casa e ter tudo separado. Uma toalha de rosto, banho, talheres, pratos e copos, bucha de lavar louça, sabonetes. Às roupas sendo colocadas em um saco de lixo até o dia de lavá-las. Você não poder abraçar sua esposa, não poder ajudá-la nas tarefas de casa. É uma sensação de impotência como nunca senti antes, por isso quando me perguntam eu sempre digo que esta doença é traiçoeira e maldita, não é só uma “gripezinha” como muitos falam por ai, é uma doença cruel que não escolhe cor, raça ou posição social, para ser vítima, basta se expor a ela a qualquer sinal de descuido.

Tudo precisava ser bem higienizado e bem ventilado, todo cuidado na recuperação é indispensável.

https://www.youtube.com/watch?v=yOp1RXuKas4

 

https://www.youtube.com/watch?v=2gqCya6zePA

Gratidão

Durante este período, recebi muitas mensagens através das redes sociais, ligações, mensagens no whatsapp e toda essa movimentação me fez muito bem. 

Para informar aos amigos e familiares de como estava indo minha recuperação, gravei alguns vídeos onde contava como estava sendo minha recuperação e compartilhei no youtube, no Instagram e no Facebook. Eu gravava os vídeos sempre pela manhã que era o meu melhor horário, à tarde ou à noite o cansaço já batia mais forte e a indisposição era maior.

Meus pais e sogros vieram nos ajudar trazendo alimentos e cobertas, sempre ligando e perguntando como estava indo, estando presentes mesmo a distância. Meus irmãos também sempre buscando informações, ligando, enviando suas ajudas da forma como podiam, e de verdade, essas atitudes foram fatores principais também para minha recuperação.

Gratidão a todos da igreja que frequento, a Cogic3 Monte Calvário, ao Pr. Eneas Francisco pela preocupação e orações de toda a congregação. Muito Obrigado!

Mas eu preciso ser grato a uma pessoa em especial. Ela que cuidou de mim todos os dias, se preocupou com a casa, com alimentação especial, me vigiava quando dormia e eu sinceramente não sei como passaria por todo este processo sem a ajuda dela. 

Eu a via trabalhando, preocupada, cansada mas sempre disposta a me atender caso eu precisasse de algo, não importava o horário, ela estava atenta para me ajudar no que precisasse, por isso eu sou grato por todo o carinho, cuidado, zelo e trabalho nestes dias que eu mesmo pensei que não fossem ter fim.

Gratidão a Deus sem sombra de dúvida. Sei que se estou por aqui, se passei pelo que passei, tudo foi com permissão dEle e cuidados por mim. Sei que a sua graça e misericórdia me alcançaram e se ainda estou por aqui é porque Ele assim ainda o quer e eu preciso ser grato por este milagre em minha vida.

Lição de vida

O que eu poderia tirar disso tudo que eu passei nestes dias de luta? Posso pontuar aqui algumas coisas que pra mim foram essenciais.

Eu saio dessa doença valorizando mais a minha vida e quem está próximo de mim. Valorizando mais a mulher que Deus colocou ao meu lado, minha esposa que não mediu esforço para estar cuidando de mim, zelando pela minha recuperação, esgotando suas forças para que eu pudesse me recuperar logo.

Saio dessa doença com o coração grato a Deus principalmente por me permitir continuar a viver. Me sinto como se estivesse nascido de novo. O Amor e o cuidado de Deus me constrange a tal ponto que continuar vivendo como antes não é uma escolha mais para mim. Eu sei o que eu passei nestes 14 dias que lutei contra o covid e sei que pelas minha capacidade eu não conseguiria vencer e se ainda estou aqui é porque o Eterno assim o quer e eu preciso ser grato e fazer tudo diferente.

Grato por poder continuar e poder fazer as coisas melhores e poder abençoar outras pessoas com meu trabalho, com meus projetos e com meu testemunho de vida. O meu desejo é sim fazer mais a vontade de Deus do que a minha própria.

Encerro dizendo que…

Grato a Deus por cuidar de mim e por me mostrar o quanto sou amado por Ele. Grato pela vida da minha esposa que com perfeição cuidou de mim com tanto zelo e cuidado. Grato aos meus pais pelas orações, ajudas e suporte em todo tempo. Gratidão aos meus sogros que sempre estiveram também por perto, ajudando e orando por mim. Grato a minha igreja Cogic3 Monte Calvário que sempre esteve por perto, lembrando de mim nas orações por mim  e minha esposa, obrigado igreja!

Finalizo este texto dizendo que estou saindo dessa porque foi a vontade de Deus e eu quero sempre estar debaixo desta soberana , boa, agradável e perfeita vontade.

Não menospreze qualquer cuidado, zelo por sua saúde ou pela saúde do próximo. Esta doença é muito cruel e não importa quem você é, ela é cruel e se não fosse a graça de Deus em minha vida, eu não teria escrito este texto e testemunhado o que Deus fez em minha vida através das pessoas que Ele colocou em minha volta.

Grato a Deus por ter vencido a Covid19.

 

Que Deus em Cristo os abençoe!

Tiago Augusto da Silva

11/07/2021

 

One thought on “Eu venci a COVID19

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: